Infraestrutura do Programa

Laboratórios

1. Laboratório de Anatomia Macroscópica: Com área de 300 m2 e capacidade para 150 pessoas, o laboratório é composto por 2 salas (armazenamento-preparo e sala de aula) e uma câmara fria. Sistema de captação, geração e transmissão de imagens e dados integrados à rede mundial, em ambiente climatizado, e sistema de fibras ópticas de alta velocidade. Desenvolve e ensina práticas de Preparação e Conservação de Material; Osteotécnicas; Injeção, Fixação e Diafanização de Órgãos e Sistemas; Desidratação, Plastinação e Siliconização, e Neurotécnicas. Recém-reformado, o Laboratório recebeu, novo mobiliário, sistema de projeção e de sonorização. Recebeu ainda duas telas de interatividade 46” para sala de aula prática. Recebeu ainda um Sistema Digital de Escaneamento Macroscópico 3D: Total de recurso aprovado: R$ 135.000,00; Impressora Digital 3D e Pórtico automático. Técnicos Responsáveis: André Luis Franciolli, Edinaldo Ribas Farias.

2. Laboratório de Microscopia Eletrônica: Equipado com Microscópio Eletrônico de Varredura (Leo - 435 VPZeiss), e Microscópio Eletrônico de Transmissão (MET) modelo Morgagni 268D, este proveniente da empresa FEI Company (PHILIPS), equipado com sistema de análises de imagens SIS DOCU TEM, câmera digital 268, trabalhando com kilovoltagem entre 40 e 100 KV, cujo aumento varia de 25 a 280.000X. O Laboratório conta, ainda, com unidade de refrigeração de água, especialmente desenvolvido para a área de ciências biológicas, além de dois Ultramicrótomos da Leica; um aparelho metalizador Balzers; um aparelho de Ponto Crítico, e demais equipamentos necessários ao preparo e análise de diferentes tipos de tecidos e amostras. O microscópio eletrônico de varredura tem a capacidade de trabalhar com amostras desidratas ou não, metalizadas ou não, garantindo, assim, rapidez, eficiência e baixo custo do processamento. O Laboratório está, portanto, apto a realizar o preparo e análise de eletromicrografias; revelação e ampliações de eletromicrografias; preparação de cortes ultrafinos para microscopia eletrônica de transmissão; preparo e análise de material para microscopia eletrônica de varredura, e preparo do material para microscopia eletrônica de transmissão. Técnica Responsável: Dra. Rose Eli Ricci.

3. Laboratório de Anatomia Microscópica e do Desenvolvimento: Oferece condições tecnológicas de suporte a pesquisa na área de microscopia biológica de luz, preparação de tecidos, moldes, modelos e colorações diversas. Desenvolve técnicas microvasculares, preparação de moldes e modelos vasculares, montagem e análise. Conta com lupa marca Leica, adaptada em fluxo laminar do tipo miniflow para manuseio de embriões de variadas espécies, com garantia de não contaminação do material biológico; sistema de imagem para microscopia com 10 microscópios trinoculares, sendo 1 interligado com sistema de dupla observação para microscópios Marca Leica, Mod. DME, e sistema de aquisição de imagens para televisão, através de acoplagem de tubo trinocular para Microscópio Leica, com adaptador C-Mount para câmeras de vídeo Colorida 1/3" CCD Samsung SDC-313.Técnico Responsável: Ronaldo Agostinho da Silva

4. Laboratório de Técnicas Imunológicas Aplicadas a Morfofisiologia (LTIAM): Destina-se principalmente à produção de anticorpos (mono e policlonais), além de outras técnicas e análises imunológicas. Possui equipe técnica treinada para a execução de diferentes pesquisas e desenvolve parcerias com diversas instituições de pesquisa do setor público e privado. Encontra-se equipado com fluxo laminar; incubadoras de CO2; citômetro de fluxo; leitora de ELISA; centrífuga refrigerada; microscópio invertido, e sistema de água purificada, distribuídos em 3 salas: de manipulação; de cultivo celular, e de lavagem e esterilização. Serviços oferecidos: Produção de anticorpos mono e policlonais; Teste de ELISA; Preparações para imuno-histoquímica; Cultivo celular; Análise por citometria de fluxo e Separação celular magnética; Análise de proteínas por eletroforese, e western blotting. Prof. Responsável: José Roberto Kfoury Junior

5. Laboratório de Neurociências: Desenvolve técnicas destinadas ao ensino de Neuroanatomia, com acervo de lâminas, pranchas, modelos e peças de encéfalos de mais de 50 espécies de animais domésticos e silvestres, inclusive da espécie humana. Oferece além do treinamento, da pesquisa e da confecção de teses e dissertações, os seguintes serviços: Empréstimo de material didático; Consultoria na produção de material pedagógico para o ensino de Sistema Nervoso; Análise de material mesoscópico em Sistema Nervoso, e Construção de moldes e modelos em Sistema Nervoso. O laboratório conta com equipamento de digitalização e disponibilização das imagens via internet. Técnico Responsável: Ronaldo Agostinho da Silva

6. Laboratório de Microanatomia, Imunoistoquímica, Análise e Quantificação Digital de Imagem: Conta com criostato; estufas; corador automático de lâminas, e fotomicroscópio de fluorescência, além de serviços relativos à captação, identificação, diferenciação de tecidos e órgãos por imagens micro, meso e macroscópica, permitindo a mensuração planimétrica, reconstrução 3D, mediante sistema automatizado e computadorizado. Oferece oportunidade de estudos microscópicos teciduais, com especialização na identificação de proteínas responsáveis pela comunicação celular. Os serviços oferecidos pelo laboratório de pesquisa e pós-graduação são: Preparação de material para histoquímicas enzimática; Hibridização in situ; Preparação para imunofluorescência; análise morfométrica de órgãos e tecidos; Captação e digitação de imagens; Produção de fotomicrografia digital e em papel; Produção de diapositivos; Tratamento digital de imagem; Reconstrução 3D da imagem; Fotografia e vídeo de imagens digitais de alta resolução, e Gravação e escaneamento de imagens digitais.

7. Laboratório de Células-Tronco, Terapia Celular e Terapia Gênica (LCT): O LCT visa contemplar a classificação morfológica e separação de células toti e multipotentes de diversas origens teciduais, tais como sangue de cordão umbilical, sangue periférico de recém-nascido e adulto, embrião, medula óssea, placenta, saco vitelínico e outras membranas fetais. O Laboratório está preparado para: desenvolver uma nova classe terapêutica capacitada à correção de doenças genéticas e infecciosas; otimizar e avaliar a habilidade de enzimas quiméricas na clivagem do DNA dupla fita em células somáticas; avaliar a habilidade das ZnFn endonucleases na correção permanente do gene causador da DM em células de cães afetados; promover a atenuação da via de recombinação não-homóloga através do uso de RNA interferência em células progenitoras, e avaliar a eficiência de correção gênica nestas células em conjunto com as endonucleases quiméricas. A estrutura laboratorial encontra-se dividida em duas salas, uma estéril de cultivo celular e uma sala de preparação laboratorial. Para separação celular usamos um miniflow e um fluxo laminar, com intuito de diminuir contato ambiental e aumentar a esterilidade celular em meios de cultura. Acrescente-se, ainda: uma estufa de CO2 para cultivo e manutenção das células. Técnica Responsável: Dra. Rose Eli Ricci.

8. Canil Golden Retriever Muscular Dystrophy (GRMD) - Brasil: O Canil GRMD-Brasil conta com cães da raça Golden Retriever, afetados por Distrofia Muscular, cães portadores e cães não-afetados. Os cães afetados possuem o gene da distrofia muscular homóloga à Distrofia Muscular de Duchenne (DMD), a qual ocorre em humanos e se define como uma doença genética, ligada ao cromossomo X, que acomete 1/500 nascimentos masculinos. O canil conta hoje com: 17 baias com solário; 1 maternidade; espaço disponível para a recreação dos cães; Centro Cirúrgico de Terapia Celular; Centro para Imunossupressão; Centro Fisioterápico; Sala Ambulatorial; Mezanino-Estoque; Espaço PET, e Pista de Treinamento para Cães. Técnico Responsável: Profa. Dra. Maria Angélica Miglino

9. Laboratório de Fisiologia e Endocrinologia Molecular: O laboratório tem por objetivo auxiliar os pesquisadores na elucidação dos mecanismos celulares e moleculares que controlam os processos reprodutivos em fêmeas. Atividades desenvolvidas: Investigação dos efeitos dos esteroides no processo da luteólise e da manutenção da prenhêz em animais domésticos; estudo da composição proteica do ambiente uterino em bovinos e sua relação com a fertilidade; elaboração de modelos in vitro para o estudo da liberação de prostaglandina F2; elaboração de modelos in vivo para o estudo do microambiente uterino; elaboração de ensaios biológicos para estudar a mortalidade embrionária em bovinos, e elaboração de estratégias farmacológicas visando aumento da concepção em bovinos. Serviços: Obtenção de plasma de bovinos; dosagem de concentrações hormonais em plasma e em meio de cultura (prostaglandina F2á, 12, 13-diidro 14-ceto prostaglandina F2, progesterona); cultura de células e tecidos endometriais; quantificação da concentração de proteínas em fluidos, e separação de proteínas por cromatografia de afinidade e filtração em gel, eletroforese de proteínas. Prof. Responsável: Paula de Carvalho Papa

10. Centro de Estudos Pré-Clínicos (CEPC) – Centro de Investigações em Medicina Veterinária Translacional: O CEPC, projetado e aprovado pelo Programa de Pós-Graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres, é um complexo de laboratórios especialmente equipados para o trabalho de pesquisa em modelos animais, bem como para o treinamento e difusão de inovações em técnicas aplicadas à medicina veterinária. A implantação do Centro acompanha o recente progresso da Biologia e da Medicina Veterinária em áreas como a terapia celular e os procedimentos minimamente invasivos que exigem o desenvolvimento e aprimoramento de novas técnicas. Estão projetados para o centro Programas Científicos Educacionais, Presenciais e vinculados ao Projeto de Ensino à Distância do Programa de Pós-Graduação. O Centro visa atender à crescente demanda nacional em pesquisa científica pré-clínica, estando ainda disponível para outras instituições acadêmicas e empresas que queiram desenvolver projetos, testar equipamentos e novas tecnologias, no sentido de ampliar todas as formas e oportunidades de desenvolvimento de habilidades dos seus pós-graduandos. Prof. Responsável: Maria Angélica Miglino.

11. Laboratórios de Fecundação in vitro, Clonagem e Transgenia Animal: Desenvolve atividades ligadas às áreas de transferência e criopreservação de embriões em diferentes espécies, fecundação in vitro de bovinos, clonagem e transgenia animal, projetos de fecundação in vitro na espécie suína, modelo fundamental para os estudos de transgenia e de xenotransplante, estudo de maturação oocitária em cães. Desenvolve e aprimora biotécnica da reprodução, como a clonagem e a transgenia animal, buscando produzir animais transgênicos que possam servir de modelo de estudo para as áreas básica e aplicada. Prof. Responsável: Flávio Meirelles.

12. Laboratório de Morfofisiologia Molecular e Desenvolvimento: Realiza atividades de ensino nas disciplinas de biologia celular e do desenvolvimento e na disciplina de anatomia descritiva dos animais domésticos. Além de pesquisa na área de herança citoplasmática ligada ao desenvolvimento embrionário bovino, e reprogramação nuclear nos embriões produzidos por transferência de núcleo. Técnicas Disponíveis: Técnica rotineira de cultivo celular e de produção de embriões in vitro; técnicas de transferência de núcleo (clonagem); biologia molecular (PCR, Eletroforese, RNA, DNA), e metodologias para medir morte celular programada. Conta com equipamentos para rotina em cultivo de células e embriões; microscópio invertido para sistema de micromanipulação, e sistema de análise de imagem em campo claro ou em UV. Equipamentos necessários para a realização de técnicas de biologia molecular, como: termociclador; sistemas de eletroforese horizontal e vertical, e leitor de imagem ativada por LASER ou de imagem marcadas por radioisótopos. Sistema básico para clonagem e amplificação de células competentes, e citômetro de fluxo com separadores de células. Prof. Responsável: Felipe Perecin.

13. Laboratório de Genética (Instituto Butantan): Possui 400m2 divididos em: sala de cultivo das células-tronco, com: duas estufas de CO2; microscópio óptico invertido; dois fluxos laminares, e aparelhos básicos para o cultivo celular; sala de cultivo de células cancerígenas, com: estufa de CO2; fluxo laminar, e microscópio invertido; sala de cultivo bacteriano; sala de esterilização; laboratório de biologia molecular; laboratório de imunofluorescência e processamentos histológicos. Possui equipe técnica treinada para a execução de diferentes pesquisas e desenvolve parcerias com diversas instituições de pesquisa do setor público e privado. Apresenta também um Biotério onde estão mantidos os animais em experimentação. Prof. Responsável: Dr. Durvanei Augusto Maria.

14. Laboratório de Anatomia Funcional Aplicada à Clínica e à Cirurgia (LAFACC)-ICB/USP: Possui toda a infraestrutura para o desenvolvimento de pesquisas, utilizando técnicas rotineiras de microscopia de luz e eletrônica, histoquímicas e imunoistoquímicas sobre: os efeitos da desnutrição e renutrição proteicas; envelhecimento; mal de Chagas e lesão térmica corporal nos plexos entéricos de ratos; os efeitos da desnutrição e renutrição proteicas nos sistemas nervoso central, esquelético, articular e muscular de ratos; os efeitos da lesão térmica corporal na pele e no sistema muscular de ratos, e a anatomia funcional de diferentes órgãos e sistemas humanos. Prof. Responsável: Edson Liberti.

15. Laboratório EACH – Multiusuário: O Laboratório de pesquisa multiusuário possui uma área de 255 m2. Espaço para bancadas com 0.60m e armários com 0.45m de profundidade, sendo o espaço para, no mínimo, 80 armários e 20 estações de trabalho com gaveteiros.

16. Laboratório de Tecidos Mineralizados: Possui Aparelhos de preparação de cortes espessos de tecido ósseo e implantes. Exakt Ban system 300CP-Exakt Apparatebau Gmh & Co. Kg. Norderstedt Germany. Politriz, Geladeira, Armários e bancadas. O laboratório está equipado com aparelhagem para processamento de amostras de tecidos mineralizados, desde a inclusão até corte em micrótomo especial. Destina-se ao estudo de neoformação óssea, principalmente nos estudos de enxertos e de implantodontia, não só de implantes odontológicos como outros implantes utilizados em medicina como implantes cocleares. Prof. Responsável: Patricia Castelucci.

17. O Laboratório de Bioquímica e Biofísica - Instituto Butantan: É composto por 07 unidades de pesquisa, com todas as facilidades para estudos em bioquímica funcional e estrutural, e em química de proteínas, com diversos equipamentos: estufas; geladeiras; sequenciador automático de peptídeos; microscópio com análise de imagem; sala de cultura celular primária de tecidos normais e tumorais; freezer -80ºC; citômetro de fluxo; microscópio de Contraste de Fases e Fluorescência; estufa bacteriológica; estufa de esterilização; incubadora de CO²; Transiluminador Foto/UV 21; fonte para eletroforese; freezer vertical; Hood com Visor de LCD para Fotodoc de Gel; minicuba horizontal para Eletroforese; Osmose Reversa e Mili-Q; Termocicladores, dentre outros. Pesquisador Responsável: Dr. Durvanei Maria.

18. Laboratório de Anatomia Funcional Aplicada à Clínica e à Cirurgia (LAFACC): Conta com área aproximada: 120 m2, incluindo: 2 salas para docentes; 1 para alunos; 1 sala de computadores, e uma para Microscopia. Equipamentos: Freezer (2); Geladeira (3); Estufa (3); Sistema purificador de água (1); Criostato (2); Autoclave (1); Lupa estereoscópica (3); Microscópio de luz (4); Microscópio de fluorescência (2); Sistema de morfometria (2); Sistema de estereologia (1); Microcomputador (6); Balança analítica (1); Balança comum (1); Mesa agitadora (2), e pHmetro (2). Reagentes para técnicas de microscopia de luz, histoquímica e imunoistoquímica. Vidraria completa para a realização de todos os experimentos. O laboratório possui, ainda, 30 gaiolas metabólicas de acrílico, acomodadas no biotério do Departamento. Pesquisador Responsável: Edson Liberti.

19. Laboratório de Biologia Celular e Anatomia Funcional: Um Microscópio Nikon (microscopia convencional, microscopia de fase e fluorescência) acoplado a câmera digital para captura de imagens e computador para processamento das mesmas; micrótomo; duas estufas; 1 lupa Zeiss; 1 lupa Olympus; fotomicroscópio Leica; 2 microscópios Olympus; material para microscopia óptica; autoclave, e material cirúrgico. Pesquisador Responsável: Patricia Castelucci.

20. Laboratório ThoMSon de Espectrometria de Massas–UNICAMP: O laboratório possui os seguintes espectrômetros de massas: 01. Extrel Penta-quadrupole QqQqQ – Homemade, único em funcionamento no mundo. 02. Thermo LTQ – FT –Ultra. 03. Waters SYNAPT T-Wave Ion Mobility HDMS. 04. Waters Micromass MALDI-TOF. 05. Waters Micromass Q-TOF. 06. Schimadzu MonoQ LC-MS 2010 EV. 07. Bruker Ion Trap HCT Ultra. 08. API-4000 QqQ– Applied Biosystems. 09. Q-Trap QqQ(trap) Applied Biosystems. O grupo possui intensa interação em pesquisa com diversas empresas, como Applied Biosys-tems, Bruker Daltonics, Medley, Cristália, In Vitro Brasil e Petrobrás.

21. Fundação Hemocentro: Laboratório de Fracionamento e Estoques; Laboratório de Sorologia; Laboratórios de Imuno-hematologia Doador. Receptor; Laboratório de Criobiologia I; Laboratório de Criobiologia II; Laboratório de Controle de Qualidade; Laboratório de H.L.A.; Laboratório de Cultura Celular; Laboratório de Biologia Molecular; Laboratório de Biologia Celular; Laboratório de Citometria de Fluxo; Laboratório de Genética Molecular; Laboratório de Bioinformática; Laboratório de Pesquisas e Estudos. Diretor - Prof. Dr. Dimas T. Covas.

22. Biotério de Experimentação Animal–Unidade Bioquímica–Instituto de Química/ USP: O objetivo do Biotério Experimental Animal é produzir e manter animais de laboratório para as atividades de pesquisa e produção realizadas no Instituto de Química. Além de: desenvolver pesquisas em ciência e tecnologia de animais de laboratório; formar recursos humanos em ciência e tecnologia de animais de laboratório; produzir camundongos (Swiss Webster, NIH, Balb/c, A/J, NUDE); hamster (golden); ratos (Wistar), e cobaias (inglesas). Estes animais são utilizados em pesquisa, controle de imunobiológicos e para alimentação de serpentes. As salas de criação de animais são controladas quanto à temperatura, umidade, luminosidade e são classificadas. O sistema de condicionamento e exaustão de ar são gerenciados por monitoramento automatizado, indicando diferença de pressão entre áreas e alarmando quando ocorre qualquer desconformidade. Todo o sistema é integrado a filtros absolutos HEPA. Cada linhagem é mantida em bloco independente, munido com autoclaves de barreira e fluxo único definido. Todos os sistemas estão ligados ao gerador que garantem a continuidade do processo mesmo em falta de energia. Pesquisador Responsável: Mary Cleide Sogayard.

23. Laboratório de Genética Molecular da UCSD: O laboratório tem aproximadamente 502 m2, 100 m2 de laboratório seco e um espaço adjacente apropriado para equipamentos, incluindo câmara escura, câmara fria e diversos equipamentos de grande porte, como agitadores e ultracentrífuga. Adicionalmente, o laboratório dispõe de 2 capelas de fluxos laminares para preparação de vírus; 2 incubadores de CO2; microscópio invertido; uma mesa cirúrgica; 2 máquinas de PCR; 4 centrífugas; sistema de eletroforese com sistema de documentação em gel; agitadores, e diversos outros equipamentos de biologia molecular. Compartilha alguns equipamentos de grande porte com outros 3 pesquisadores, incluindo ultracentrífuga Beckman, microscópio confocal, microscópio de luz, micrótomo deslizante e um aparelho de eletrofisiologia. Pesquisador Responsável: Dr. Alyson Muotri.

24. Núcleo de Células-Tronco Embrionárias Humanas (HESCC): Ligado ao HESCC da UCSD, é uma instalação grande de cultura de tecidos, com diversos equipamentos de cultura tecidual, incubadores, freezers e reagentes e responsável pela manutenção e distribuição de diversas linhagens de células-tronco humanas. O laboratório faz parte do Programa de Células-Tronco da UCSD e, por isso, também usa as instalações para crescimento tanto de hESCs quanto hiPSCs. Permite a aceleração da solução de eventuais problemas na manipulação e diferenciação de linhagem de células-tronco pluripotentes humanas. Pesquisador Responsável: Dr. Alyson Muotri.

25. Instalações microscópicas da UCSD: A Microscopia de Luz é uma instalação integrada utilizando recursos provenientes da Escola de Medicina, das Instalações Compartilhadas de Neurociência Microscópica de UCSD e das Instalações do Centro de Imagem Digital do Câncer Moore e Microinjeção Celular da UCSD. As instalações são equipadas com o microscópio deconvolução DeltaVision RT, um confocal Olympus FV300 2-Photon, um deconvolução confocal espectral Olympus FV100, um disco giratório confocal Olympus SDU, um microdissecador à laser MMI CellCut, um Olympus MVX10 Macroview e todos os softwares necessários para captura de imagem. Pesquisador Responsável: Dr. Alyson Muotri.

26. Biotério Animal: A Universidade da Califórnia, San Diego, é credenciada pela Associação de Avaliação e Acreditação de Animais de Laboratório Animal Care International (AAALAC), e tem uma Licença Aprovada pelo NIH e USDA. Pesquisador Responsável: Dr. Alyson Muotri.

27. Laboratório de Microscopia Confocal: Equipado com microscópio Olympus FluoView™ 1000 para a observação confocal em alta resolução de células vivas e células fixadas. Pesquisador Responsável: Dra. Maria Angélica Miglino.

28. Laboratório de Microscopia a Laser: Equipado com um Microdissecador Palm 4,5 via microscopia invertido. Tem a finalidade de coletar células e estruturas subcelulares das secções histológicas. Seletivamente captura estruturas celulares: neurônios, células fetais, células de esperma e cromossomos preparados em parafina ou em cortes congelados, bem como diretamente de lâminas de vidros e placas, no intuito de isolar e cultivar células vivas de tecido a fresco. Não há limitações para captura e para sua análise genética e proteômica, DNA ou RNA. Análise e tecnologia de microarray com amostras puras. Anexo ao equipamento fluorescência para expandir o sistema de LCM microlaser há um microscópio de fluorescência. Pesquisador Responsável: Dra. Maria Angélica Miglino.

29. Laboratório de Biologia Molecular: Este laboratório tem como função realizar análises de PCR em tempo real e western blot. Ele é equipado com PCR 7500 real time system, bancada de fluxo laminar vertical Pachane, Biophotometer Eppendorf, mastercycler personal Eppendorf, fonte de eletroforese Amersham Biosciences, cubas de eletroforese Bio-Rad e pipetas Eppendorf. Pesquisador Responsável: Antonio Chaves de Assis Neto.

30. Laboratório de Morfofisiologia Molecular e Desenvolvimento (LMMD) Instalado em uma área de aproximadamente 400 m2, com nível NB1 de biossegurança, o laboratório contém: a) estrutura completa para experimentos de produção in vitro de embriões em diversas espécies, incluindo equipamentos para micromanipulação de gametas e embriões (composto por 2 microscópios invertidos de epifluorescência equipados com micromanipuladores e microinjetores, FemtoJet, sistema de eletrofusão, Piezzo Drill, microforja, esticador de pipetas e microesmeril), bem como sistemas de cultivo in vitro de células e embriões com atmosfera controlada; (b) estrutura para análises celulares e moleculares, composto por citômetros de fluxo com separador celular (BD FACS Aria e Accuri) que permitem análises de imunofenotipagem, apoptose, ciclo celular, modificações pós-traducionais; fluorímetro para determinação de conteúdo de ATP, cálcio e atividade enzimática; microscópios de epifluorescência com sistema de fotodocumentação (Zeiss e Nikon); sistema de detecção de proteínas (ChemiDoc – BioRad); (c)laboratório de biologia molecular equipados com termocicladores simples e termocicladores em tempo real (ProFlex, QuantStudio e 7500 Fast), sistema de pipetagem automático (Hamilton Gene StarLet) e analisador de ácidos nucleicos (Nanodrop 2000). Pesquisador Responsável: Felipe Perecin.

31. Laboratório para estudos de morfologia de serpentes: Laboratório com bancadas para dissecação e estudos de anatomia de serpentes; Coleção de serpentes (compostas de ovos anexos embrionários e embriões); Laboratório básico de histologia (microscopia e lupas); Laboratório de estudos moleculares, citogenética e toxinas de serpentes; Biotério de serpentes ameaçadas de extinção (reprodução ex situ); Biotério experimental; Serpentários (cativeiro semiextensivo); Sala de circuito fechado para análise do comportamento de serpentes, e Salas para alunos de pós-graduação. Pesquisador Responsável: Selma Santos.

32. Laboratório para Cultivo de Células-tronco e Terapia Gênica: Possui uma área restrita, em separado, de cultivo de células-tronco mesenquimais humanas e de animais, e de diferentes tecidos de origem animal. Esta sala é composta por fluxo laminar primário para extração tecidual e coleta de células-tronco de órgãos em separado, tais como membranas fetais, ossos, sistema nervoso entre outros tecidos. Existe um segundo fluxo laminar, nível II, para manipulação de células-tronco propriamente ditas. Duas bancadas, com divisões para centrifuga, estufa de CO2 etc. Sistema de microscopia invertida e computador para aquisição das imagens em cultivo e tambor de criogenia para preservação celular. A segunda área, fora do cultivo celular, é provida com sistema de produção de água por osmose reversa, bancadas para manipulação de preparados teciduais e uma bancada de histologia e imunoistoquímica, além de sistema de criostato. Pesquisador Responsável: Carlos Eduardo Ambrósio.

33. Laboratório de cultura celular e bioengenharia tecidual: O laboratório tem como objetivo isolar e caracterizar células-tronco, embrionárias, fetais e adultas de origem animal para estudos de terapia celular. Visa também a decelularização e recelularização de órgãos e tecidos para a bioengenharia tecidual. Realiza estudos na área de oncologia, através do isolamento de células tumorais e tratamento experimental in vitro. Contamos com um laboratório adequadamente equipado, com: fluxos laminares; estufas de CO2; geladeiras; banho-maria; microscópio invertido com sistema de documentação digital; centrífugas para cultura de células e análise imunofenotípica; bancadas equipadas para realização de técnicas histoquímicas e imunoistoquímicas, e equipamentos para decelularização de órgãos e tecidos. Pesquisador Responsável: Dra. Paula Fratini.

34. Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental (LPAE): Está inserido no Departamento de Patologia da FM/USP. Contribui significativamente com a posição da USP no ranking internacional de publicações. O foco de pesquisa do laboratório são efeitos da poluição do ar na saúde humana, e diversos tipos de estudo são conduzidos, especialmente, estudos experimentais, epidemiológicos e clínicos no tema. O Laboratório conta com estrutura própria para a realização destes estudos, possui diversos sistemas de exposição (diesel, biodiesel, material particulado, etanol), biotério, laboratório de histologia, biologia molecular, imunoistoquímica, química ambiental, microdissecção a laser etc. Desenvolve também projetos para o estudo de drogas de abuso e pesticidas. Pesquisador Responsável: Dra. Mariana Matera Veras.

35. Laboratório de Genética e Biotecnologia (LAGENBIO): Situa-se no Departamento de Genética e Evolução do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde da UF/São Carlos, campus de São Carlos/SP. Dedica-se ao estudo da herança citoplasmática por meio do desenvolvimento de trabalhos que abordem os mecanismos moleculares da herança mitocondrial e os fatores citoplasmáticos que afetam a competência de desenvolvimento do oócito. O LAGENBIO conta com infraestrutura própria: um biotério; um laboratório de cultivo celular e manipulação genética (cabine de fluxo; cabine de segurança; incubadoras de cultivo; microscópio de fluorescência adaptado para micromanipulação e fotodocumentação; entre outros), e um laboratório de biologia molecular (termociclador de PCR em tempo real; termociclador de PCR; centrífuga refrigerada de alta velocidade; centrífuga não refrigerada; gel documentador com sistema para análise de quimiluminescência e fluorescência; espectrofotômetro, entre outros). Pesquisador Responsável: Marcos Chiaratti.

36. Laboratório de Diagnóstico e Pesquisa Clínica em Doenças dos Ruminantes O referido laboratório tem como objetivos: elucidar, através de pesquisas, os problemas encontrados nos criatórios de Zebuínos e seus mestiços; desenvolver métodos e estabelecer critérios que permitam o diagnóstico exato e precoce das enfermidades; analisar os fatores de riscos para instalação das doenças e avaliar medidas que possam minimizar a sua ocorrência; estudar as particularidades da fisiologia das raças zebuínas durante a fase de adaptação neonatal e as suas inter-relações com o aparecimento de doenças de bezerros; estudar as diferenças na fisiopatologia das doenças que acomete o gado Nelore, Gir e Girolando. Pesquisador Responsável: Eduardo Birgel.

37. Laboratório Multiusuário de Ensino, Pesquisa e Extensão em Análises Clínicas Veterinárias: O referido laboratório tem como finalidade: realizar análises clínicas veterinárias de pesquisas desenvolvidas por docentes, e pós-graduandos dos cursos oferecidos pela FZEA e demais Unidades da USP; auxiliar no diagnóstico das enfermidades que acometem ruminantes trazidos para atendimento clínico hospitalar ou atendidos diretamente nas propriedades pela Clínica Ambulante da FZEA/USP. Pesquisador Responsável: Eduardo Birgel.

38. Laboratório de Digitalização e Impressão Anatômica Tridimissional (3D). O Laboratório/espaço tem como objetivo contribuir para o conhecimento, valorização e preservação anatômica dos animais domésticos utilizando uma interface tridimensional, e assim transmitir o conhecimento da anatomia das espécies domésticas de maneira mais dinâmica. Além do mais, pretende-se produzir um material interativo das espécies domésticas que deverá ser disponibilizado nas aulas da graduação e dependências do Setor de Anatomia, Departamento de Cirurgia e Museu de Veterinária da FMVZ. Foram adquiridos com recursos dos Editais Renovalab/2013 e Pró Ensino/2011 um Escaner 3D e uma Impressora 3D. Atualmente temos nove subprojetos de alunos bolsistas da graduação executando suas atividades com as espécies canina, felina (gato) e equino.

39. Laboratório de Doenças Metabólicas Hereditárias: Equipamento para o laboratório de Cultivo Celular, analises bioquímicas e outros equipamentos pertinentes as análises das doenças metabólicas hereditárias. Pesquisador Responsável: Eduardo Birgel. A partir de 2015, parte dos laboratórios disponíveis ao Programa, foram utilizados para a estruturação do CADI “Centro Avançado em Diagnostico por Imagem – Central de Facilites da FMVZUSP”. O CADI conta com laboratórios de preparo e processamento de amostras biológicas, além de proporcionar facilidade na obtenção de imagm, assessoria no delineamento experimental, escolha e planejamento de tecnologia, aquisição e análise de imagem, e programas de treinamento. O CADI conta com Regimento Interno, sobre seu funcionamento. Compõe uma das “Core Facilites” da Universidade de São Paulo, contando com técnico de nível superior.

Recursos de Informática

O PPG conta com rica infraestrutura de equipamentos e sistemas de vídeoprojeção e vídeoconferências, computadores e vídeocontrol, para o desenvolvimento de pesquisas e para o ensino, com utilização de imagens micro e macroscópicas. Possui equipamentos com sistemas integrados entre salas de aula e laboratórios, mediante "cabeamento inteligente". Este sistema possibilita a integração dos microscópios eletrônicos, de outros microscópios dos laboratórios e dos demais equipamentos disponíveis no programa. Os pós-graduandos têm acesso às salas de informática para o aluno da Faculdade, as salas de microcomputadores do Programa de Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres, e cada docente possui seu laboratório de pesquisa dentro da sua especialidade, que mantêm infraestrutura informatizada ligada à rede Internet e Intranet. O programa possui um total de 30 Computadores PC e 2 iMac, sendo que estes estão integrados e apresentam total conectividade, estando à disposição dos docentes, alunos e técnicos, e ainda disponibiliza conexão via cabo e via wireless aos alunos possuidores de Laptop. Em 2015 100% dos mestrandos doutorandos possuem Laptop. Desde 2004, o Programa de Anatomia conta com página própria na Internet (http://www.posanato.vet.br/) e, a partir daí, todas as dissertações e teses concluídas estão sendo disponibilizadas, via site, em formato PDF (www.teses.usp.br). Recursos audiovisuais: O programa conta com 3 projetores (Datashow), disponíveis a todos os alunos para a apresentação de aulas, seminários, defesas de tese e todos os eventos realizados pelo Programa. O acesso à rede wireless, que cobre todos os prédios onde estão instalados setores do Programa de Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres, permite o acesso à Internet de qualquer ponto dentro das dependências do setor. Além disso, houve expansão da rede de computadores, otimizando a comunicação entre os laboratórios, secretaria e instituições parceiras. A seção de informática é composta por 6 funcionários, sendo: 2 (dois) analistas de sistemas, 3 (três) técnicos de informática e 01 (um) auxiliar administrativo. A Sala de Videoconferência da FMVZ/USP possui os equipamentos necessários para a realização de vídeo conferências. A partir de 2015, o Programa procurou organizar recursos para estruturar sua sala exclusiva de vídeo conferência.

Biblioteca

1 - Biblioteca Virginie Buff D´Ápice – FMVZ/USP Em um espaço físico com mais de 1000m2 a FMVZ-USP disponibiliza aos seus usuários um dos acervos mais valiosos e completos do Brasil em sua especialidade. Atuando como centro dinâmico de informação, gerando, controlando e divulgando a literatura da área, a biblioteca possui cerca de 140.000 documentos, entre monografias, multimeios (CDs, DVDs e fitas de vídeos), teses, eventos, folhetos e periódicos. Pós-graduandos e docentes encontram, nos periódicos, artigos de altíssimo nível, além das assinaturas eletrônicas das coleções, onde o acesso às informações é eficiente, rápido e eficaz. A Biblioteca disponibiliza, ainda, acesso ao texto completo de Teses e Dissertações de nossa Faculdade que compõem o repositório eletrônico, Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP (http://www.teses.usp.br). Oferece, também, acesso a e-books na área de Medicina Veterinária. Como auxílio ao acesso à informação e às pesquisas em bases de dados, a Biblioteca oferece aos seus usuários treinamentos em Metodologia do Trabalho Científico, Pesquisa em Bases de Dados (Dedalus, Solaris, Scopus, PubMed, Revistas Eletrônicas, Banco de Teses da USP), EndNoteWeb e Mendeley, que são gerenciadores de referências bibliográficas, além de outras orientações referentes aos serviços disponíveis. Aos pesquisadores e pós-graduandos, a biblioteca disponibiliza, em seu site, o “Espaço do Pós-Graduando”, com informações necessárias para a elaboração de trabalhos acadêmicos. Além do site (www.fmvz.usp.br/biblioteca), os usuários podem encontrar informações interessantes relacionadas à área de Medicina Veterinária e serviços da Biblioteca no Blog. A Biblioteca da FMVZ/USP disponibiliza, ainda, a Biblioteca Virtual em Medicina Veterinária e Zootecnia (BVS-Vet) que concentra os principais recursos de auxílio ao pesquisador, aluno de graduação, pós-graduação e docente. É uma ferramenta, um espaço virtual capaz de reunir dados e informações de interesse da comunidade científica, médico veterinário e zootecnista brasileiro e, também, da sociedade, além de facilitar o acesso aos principais sites, bases de dados e a todos os materiais relacionados da área. Os principais produtos da BVS-Vet são: a. VETINDEX - Base indexadora de artigos publicados em periódicos científicos nacionais; b. VETTESES - Base de teses e dissertações defendidas nas instituições de ensino brasileiras; c. DirEve - Agenda de eventos e cursos nacionais e internacionais em medicina veterinária e zootecnia; d. LIS – Localizador de Informação em Saúde - Catálogo de fontes de informação em medicina veterinária e zootecnia disponíveis na Internet e selecionadas segundo critérios de qualidade, descreve o conteúdo destas fontes e oferece links para as mesmas; PRVZ Portal de Revisas em Veterinária e Zootecnia que disponibiliza revistas cientificas eletrônicas nacionais de acesso gratuito das áreas de medicina veterinária e zootecnia. 2 - Biblioteca "Prof. Dr. José Pedutti Neto” Conta com 400 livros raros de Anatomia, Anatomia Comparada, Histologia, Embriologia, Fisiologia, Anatomia Aplicada, 3000 artigos e/ou traduções de material didático, 698 teses e dissertações, armazenados também eletronicamente, 500 pranchas anatômicas explicativas referentes ao acervo de material didático, cujo objetivo é dar suporte às pesquisas bibliográficas que necessitem de referências históricas. 3. Biblioteca da Faculdade de Medicina USP A biblioteca da Faculdade possui um acervo de 56.861 Livros, 44.432 Teses no Portal do conhecimento, 248.966 Periódicos (fascículos) 7.028 Multimeios e 9.080 materiais de outros tipos. Recursos de Informática Acesso à Internet - a biblioteca possui 20 terminais para consulta à Internet, acesso à Internet sem fio (Wireless) e acesso Remoto (domiciliar) às fontes de pesquisa on-line. Os alunos contam ainda com a Biblioteca Interativa que é um ambiente com disponibilidade de recursos e conectividade e interatividade. Ambiente agradável, que estimula a leitura, a pesquisa por novas informações e o aprendizado colaborativo dos estudantes e que está integrado com os conteúdos da Biblioteca Digital de Produção Intelectual e Biblioteca Virtual de Educação em Ciências da Saúde, onde o estudante tem acesso otimizado a todos os recursos do Ambiente Interativo da Aprendizagem (AI-A) da FMUSP, representado pelos Sistemas SisLau, Moodle Expandido, Cybertutor e Cyberambulatório. Serviço de Acervo e Tratamento da Informação (SATI): Esta área tem por competência selecionar material necessário para suprir as demandas do ensino, pesquisa e extensão da FMUSP (seleção de títulos para compra, permuta ou doação). Serviço de Acesso à Informação – SAI: Este serviço presta atendimento aos usuários, no que diz respeito ao acesso aos documentos impressos e eletrônicos e informações, ao apoio e treinamento para elaboração de pesquisas bibliográficas, orientação para dissertações e teses, para submissão de trabalhos e serviços de referência como normalização de trabalhos científicos, levantamentos bibliográficos e pedidos de cópias de documentos, via comutação bibliográfica. 4. Biblioteca EACH/USP Instalada em um edifício térreo com 5 mil m2, a biblioteca da EACH possui um acervo de 16 mil livros, abrangendo as áreas de humanas, biológicas e exatas, incluindo coleções importantes, como a do Prof. Alfredo Bosi. A biblioteca conta também com uma tecidoteca com 1616 itens entre catálogos, bandeiras cones, pacotes de fibras e tubos de tingimento. Faz parte do Sistema Integrado de Bibliotecas da USP (SIbi/USP), sendo responsável pelos registros bibliográficos referentes ao material bibliográfico de seu acervo nos módulos do Banco de Dados Bibliográficos da USP/DEDALUS: monografias e outros materiais; seriados e produção científica.

Outras Informações

Infraestrutura do Serviço de Pós-Graduação da Unidade: Secretaria, Sala de Reuniões da Comissão de Pós-Graduação e da Unidade, 2 Anfiteatros e 1 sala de videoconferência. 2) Infraestrutura Exclusiva do PPG em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres: Secretaria, 2 anfiteatros para aulas, defesas de teses e de dissertações, 2 secretários, salas de recepção para bancas examinadoras, salas para atividades dos pós-graduados todas ligadas a Rede Mundial de Computadores e o acesso à Internet. A Partir de 2015, o Programa organizou-se para ter em funcionamento sala exclusiva de vídeo conferência.

 

Copyright © 2016. Todos os Direitos Reservados