O que é o Programa?

O PPGAADS iniciou suas atividades em 1976 (Mestrado) e em 1982 (Doutorado) com intuito de formar professores de Anatomia Funcional Comparada.  Com o Doutorado, iniciado em 1982, surgiram ideias relacionadas à formação do pesquisador, capacitado a utilizar os conhecimentos e técnicas anatômicas macro, micro, mesoscópicas e ultraestruturais para, conhecendo bem o formato das partes do corpo animal, correlacionar a forma com as suas funções. O estudo sobre o complexo “Forma-Função”, já bem estabelecido por Ruffini (1925), na sua magnífica obra “Fisiogenia”, define: “A forma é a imagem plástica da função”[1]. Para a anatomia, a forma aparece como “um momento fixado da função”. Portanto, após quase 40 anos de existência, as metas do PPG alinharam às relações das Ciências Básicas e Aplicadas, considerando o fato da Anatomia Funcional Comparada poder explorar as propriedades funcionais das estruturas do corpo, e avaliar a eficiência da sua formação. Valendo-se dos seus importantes resultados, O Programa sustentou a inter, a multi e a transdisciplinaridade, como maneira de abordar os diferentes aspectos da ciência e da inovação na formação dos seus mestres e doutores. Tais elementos são essenciais no ensino e na pesquisa da universidade moderna.

Têm suas metas alinhadas às propostas e projetos vinculados à inovação, e aos principais desafios da Área Veterinária, focando especialmente as modalidades do complexo forma/função aplicadas à Biotecnologia, Animais de Laboratório, Medicina Veterinária Translacional, Biodiversidade e mais recentemente para a Engenharia Tecidual. Garante a formação de Mestres e Doutores preparados para refletir sobre as soluções de problemas atuais, e para enfrentar com segurança as propostas Redes de Pesquisa e de Inovação. Seus discentes são treinados em projetos interdisciplinares de cooperação entre PPG, tais como Projetos Casadinhos, Procads e projetos de cooperação e de dupla titulação Brasil/Argentina; Brasil/Chile; e Brasil/Moçambique. Os desafios científicos, e as atividades de extensão inseridas nesses projetos, mesclam-se com os objetivos voltados para a Educação Básica, à popularização da Ciência, à sua divulgação, com consequente transferência dos conhecimentos adquiridos na Universidade para a Sociedade.

É importante considerar, entretanto, que a experiência adquirida ao longo dos 40 anos de trabalho, valoriza a qualidade e o mérito da proposta, investe no impacto da produção de conhecimento e da formação de Recursos Humanos Qualificados e nas soluções dos problemas nacionais, desafios que desde a sua criação, alicerçaram a base deste investimento, para que agora o Programa atingisse o reconhecimento internacional.

 

Sob a influência do moderno ambiente acadêmico, o PPG acompanha o avanço da medicina veterinária, e dos seus principais desafios e, encontra apoio na inserção e no reconhecimento internacional e na produção tecnológica e inovadora. Alicerçado nas diferentes formas de apoio à Educação Básica e Superior, a proposta atual busca a qualidade, a interdisciplinaridade, a mobilidade docente e discente, a inserção profissional dos egressos, e o aprimoramento do seu processo evolutivo privilegiando o trabalho em equipe. Prioriza a inserção social, por suas diversas modalidades e projetos, reportando-se às inovações terapêuticas aplicadas à saúde, à biotecnologia aplicada à produção e reprodução animal, ao desenvolvimento de modelos animais adequados aos testes pré-clínicos, a biodiversidade e a engenharia tecidual, levando também em conta as diferentes ideias sobre a redução e o uso racional do envolvimento de espécies animais em pesquisa. Integra o entendimento deste PPG, a necessidade da compreensão da forma das estruturas e das suas implicações nas diversas funções orgânicas, instrumentos válidos e confiáveis para a obtenção de relevantes resultados e para a promoção da ciência de colaboração.

A ferramenta principal da Anatomia Comparada é a investigação da forma (da arquitetura à estrutura), passando pelo processo de desenvolvimento do corpo dos animais, sob os aspectos macro, meso e microscópicos. Para tanto, a evolução da estrutura curricular do Programa, prevê, por exemplo, disciplinas voltadas para a aquisição de habilidades (Técnicas Aplicadas a Investigação Anatômica; Biologia Celular e Tecidual; Imagiologia; Biologia do Desenvolvimento; Métodos de Microscopia Eletrônica; Células-Tronco e Terapia Celular; Técnicas Macroscópicas; Tópicos em Cultura Celular; Biologia Molecular), as quais tem proporcionado treinamento para grupos de mestrandos e de doutorandos em técnicas específicas, voltadas à biotecnologia e outras áreas de inovação. Além disso, o recente (2015) apoio da Pro Reitoria de Pesquisa da USP (www.usp.br/prp) na estruturação das chamadas “core facilities”, vinculadas aos responsáveis pelos laboratórios do PPG, tem facilitado as colaborações nacionais e internacionais, o desenvolvimento de projetos que necessitam além de boas ideias, de técnicas apropriadas e de aparelhos multiusuários.

Conhecedores das ferramentas mais avançadas que os permitem verticalizar o estudo do complexo forma-função e das suas aplicações, pós-graduandos adquirem a liberdade necessária para repensar seus projetos, e complementar o amadurecimento do seu espírito crítico. Surgem, então, as disciplinas voltadas para o aprimoramento da mentalidade científica e tecnológica (Anatomia Conceitual, Bases Morfológicas da Locomoção, Análise dos Processos Circulatórios, Bases Anatômicas da Digestão, Endocrinologia, Formação de Recursos Humanos em Neurociência, Biotechnology Applied To The Development of Inovative Therapies in Veterinary Medicine e Topics in Cell Culture with enfasis on Stem Cells Primary Culture) ministradas de maneira a facilitar o aprimoramento da mentalidade científica dos alunos.

O Regimento Geral de Pós-Graduação da USP apoia também a matrícula dos pós-graduandos em disciplinas dentro e fora da Universidade. Os chamados “créditos complementares” são concedidos para: Artigos Publicados, Trabalhos em Anais, Livros ou capítulos Manual tecnológico, Participação em Eventos Científicos, Patentes, Programa de Aperfeiçoamento de Ensino. Assim, cumpre-se o incentivo ao desenvolvimento de outras atividades de investigação, isoladamente ou em grupos, no sentido de estimular o exercício discente na “ciência de colaboração” e atuação docente e discente nas Redes Temáticas de Pesquisa. Acredita-se que a experiência vivenciada pela leitura, interpretação e redação de textos seja relevante para o treinamento discente, bem como para a estruturação de novos grupos de pesquisa. Para completar a estrutura curricular, a disciplina “Empreendedorismo” foi criada no sentido de ensinar os pós-graduandos a planejar sua carreira, a elaborar seu plano de negócios, a familiarizar-se com o mercado de trabalho, com as empresas, e gerenciar sua própria empresa. As demais disciplinas oferecidas pelo Programa têm como colaboradores docentes e pesquisadores convidados e oriundos de Instituições de Pesquisa e Inovação do Brasil e do Exterior. A partir de 2015, 7 disciplinas são ministradas na língua inglesa – “Requeriments for scientific work in an international context", “Topics in Cell Culture with emphasis on stem cells primary culture”; “Molecular Biology Applied to Animal Embriology”, “Human Resources Training in Neurosciences”, “Biotechnology Applied to the Development of Inovative Therapies in Veterinary Medicine, “Scientific work in an international context” e “Advanced topics in developmental biology and biotechnology”. O corpo de orientadores tem sido adequado à evolução dessa proposta, de maneira a atender aos seus objetivos.

 

Objetivos Geral e Específicos relacionados ao complexo forma/função e suas aplicações:

“ O complexo forma - função e suas múltiplas implicações”.  A Pós-Graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres baseia-se no “complexo forma-função” e suas múltiplas implicações para cumprir a missão de formar Mestres e Doutores capazes de propor ideias originais, e de utilizar novas tecnologias que contribuam para a solução dos problemas inerentes aos grandes desafios da ciência contemporânea. Incluem-se entre seus objetivos: a geração; o armazenamento e a transformação do conhecimento, bem como a garantia da sua reprodução. Naturalmente, é necessário considerar o aprimoramento do espírito crítico dos seus mestrandos e doutorandos, os quais são preparados para atuar com competência, nas diferentes áreas do mercado de trabalho do país e do exterior.

A proposta do Programa visa, especialmente, a inovação e a internacionalização. A inovação engloba as ideias originais voltadas para os principais problemas nacionais, incluindo a articulação da PG com a “Educação Básica” (desenvolvimento de material didático e de tecnologias inovadoras de ensino) o número de patentes, diferenciando as patentes depositadas, outorgadas e licenciadas, as empresas geradas administradas pelos seus egressos e, hoje, parceiras dos seus projetos e dos seus grupos de pesquisa; as consultorias, e as Políticas Públicas desenvolvidas voltadas para a melhoria da qualidade de vida do homem e dos animais além da inserção da formação social voltada para a formação e para a produção de conhecimentos.

A internacionalização do Programa transparece por suas diversas modalidades, destacando-se: as 7 disciplinas ministradas em inglês; os alunos estrangeiros no Programa; os pesquisadores visitantes colaborando com as atividades desenvolvidas junto à Pós-graduação; os prêmios internacionais e nacionais; a mobilidade internacional de alunos e de orientadores; a realização de estágios de pesquisa e visitas científicas, os projetos e publicações em colaboração internacional e a participação de pesquisadores estrangeiros nas bancas examinadoras.

Especial atenção é dada à interdisciplinaridade, aos colaboradores de outras áreas, alunos oriundos de outros cursos, às publicações em revistas de maior impacto. O perfil do egresso desta Pós-Graduação pode ser caracterizado como aquele voltado para formar pesquisadores e técnicos de alto nível. Cabe àqueles destinados à área acadêmica (níveis superior e médio) atingir a capacidade para a produção de material didático, cargos de direção e coordenação de cursos, projetos de inserção social e de formação continuada. Aos pesquisadores e técnicos cabe o incentivo à produção científica, à produção de normas técnicas e de patentes, aos projetos vinculados a empresas e à transferência de tecnologia. No tocante aos projetos de cunho tecnológico, seus resultados não somente são avaliados por publicações, mas, principalmente pela aplicação dos seus resultados, patentes licenciadas, aos problemas atuais e relevantes especialmente para o Brasil, e processos e produtos obtidos. Assim, a formação de competências tem alavancado novas oportunidades, incluindo os projetos inovadores de pesquisa e desenvolvimento, os ensaios e os serviços prestados à sociedade.

O Programa objetiva aprimorar a escolha dos temas dos seus projetos, atentando para o mercado potencial, definindo as suas metas técnicas, seu plano de trabalho e a metodologia a ser utilizada nos projetos. A capacitação e renovação da equipe é outra grande preocupação da Comissão Coordenadora deste Programa de Pós-Graduação e, para tanto, as cooperações nacionais e internacionais têm sido incentivadas. À parte, consideram-se os investimentos no aprimoramento da infraestrutura e do pessoal técnico de apoio. A seu turno, o sucesso ou fracasso de um projeto científico e tecnológico exigem a avaliação dos seus impactos sociais, econômicos, ambientais e tecnológicos, pautados na definição das suas metas que se distinguem dos objetivos. Para tanto, os Seminários Semestrais deste Programa de Pós-Graduação, procuram criar um ambiente de discussão entre pós-graduandos, pós-doutorandos, orientadores e cientistas convidados, facilitando o entendimento das necessidades da pesquisa e dos usuários dos seus resultados. Essas atividades são relevantes para traduzir as necessidades da população para a linguagem dos pesquisadores, e, neste contexto, as metas do PPG são definidas. Essas, porém não são as únicas oportunidades de encontro e de definição de metas do PPG.

Diferentes grupos de pesquisa, que atuam junto ao programa, promovem várias reuniões científicas ao longo do ano, das quais participam, além de pesquisadores, pós-graduandos e pós-doutorandos, membros da Associação de pais de crianças portadoras de Distrofias Musculares, de Autismo, de cães portadores de Lesões Medulares Crônicas e Displasia Coxofemoral, e também de empresas em busca tecnologia aplicada às Ciências Veterinárias. A Rede Zika Vírus do Estado de São Paulo conta com o apoio do PPGAADS e tem dentro de seus principais investigadores, docentes vinculados ao PPG.  Além disso Projetos Encomenda do Ministério de Saúde, que tem por objetivos estudar a “Reprogramação de Células Pluripotentes Induzidas”, também conta com docentes e apoio desta Pós-Graduação. Estas ações estabelecem os objetivos gerais dos novos projetos de pesquisa e de inovação, identificando possibilidades de colaboração, discutindo com seus futuros usuários, eventuais resultados, bem como a verificação dos indicadores de desempenho. Naturalmente, também são abordados os riscos que poderão surgir durante seu desenvolvimento. Para tanto, este PPG também aposta no trabalho de risco, considerando os fatores de complicação quando se prevê, por exemplo, os custos do financiamento do projeto. Nesses casos, as metas auxiliam no diálogo entre as agências de financiamento, empresas, e os coordenadores de projetos.

O perfil do egresso deste Programa de Pós-graduação sustenta um dos principais impactos das ações do PPG, uma vez que geram há 40 anos, mudanças e transformações que muito têm beneficiado a sociedade. A qualidade da titulação de mestres e de doutores é refletida no destino e na atuação profissional destes egressos, os quais têm sido acompanhados pelo Programa de Pós-Graduação ao longo dos seus 40 anos de existência. Assim, o PPG tem acompanhado seus egressos em Organismos Internacionais; em órgãos Públicos Federais, Estaduais e Municipais e em Universidades Públicas e Privadas. Procura ainda gerenciar dados sobre a inserção dos seus egressos em Empresas, Entidades, Organizações Sociais, na coordenação de cargos profissionais. Valoriza a inserção dos egressos no sistema educacional, no sistema de Ciência e Tecnologia e Inovação, nos setores produtivos e de prestação de serviços, bem como suas inserções internacionais.



[1] A evolução da pesquisa anatômica pode ser dividida segundo Locchi (1946), nas fases analítica e sintética, esta última com a preocupação de ordem funcional. Métodos especiais de estudos permitiram passar do limite físico ao físico-estrutural e físico-químico, com vistas à resolução da organização dos componentes estruturais até o nível das células e derivados. Se antes a ordenação da matéria, que compunha um determinado órgão, permitia inquerir sobre a sua função, fazendo da Anatomia uma ciência subsidiaria da Fisiologia, a nova orientação iniciada pelos anatomistas alemães trouxe à tona o significado funcional da forma na ordem das grandezas macro, meso e microscópica. A Anatomia tende, então, para um aspecto mais dinâmico para a avaliação funcional da forma e para a integração morfofuncional das partes no todo. Desta forma, evidencia-se um trabalho de síntese, e passa-se a admitir o organismo ou parte dele, construindo por sistemas funcionais resultantes de adaptações funcionais.

 


Copyright © 2016. Todos os Direitos Reservados